sexta-feira, 26 de junho de 2015

"Queima (des)Controlada"


Desculpem mas estive muito tempo sem acesso e não posso deixar de comentar a onde de choque que senti a 22.30 de dia 1 de Abril de 2015...
 
http://www.dn.pt/inicio/portugal/interior.aspx?content_id=4489439

http://rr.sapo.pt/informacao_detalhe.aspx?did=183120

Imaginem os danos que esta explosão fez nas Grutas da Arrábida, relembro que a Gruta do Zambujal está muito à superfície e os seus mantos têm muitas fissuras e o teto já tem zonas de abate devido aos rebentamentos da pedreira do Galo (Zambujal) que labora ao lado e destrói a Serra, agora cratera, impunemente!:

http://arquivo.setubalnarede.pt/content/index.php?action=articlesDetailFo&rec=7387

- Em 2004, esta pedreira teve 3 autos seguidos, por avançar para uma zona de rechã junto à costa (a montante da bela Praia da Ribeira do Cavalo) ... os tais terrenos públicos ou "baldios" que não são de "ninguém", e são de "todos", só que alguns servem-se disso para avançar, e na legislação sobre pedreiras (de 99), pode-se fechar a Pedreira ao fim de três autos consecutivos no mesmo ano...o Parque (PNA) sabia, foi o autor de um dos autos, e nada fez ... tal como nada se fez com esta explosão...tal como nada se fez quando a pedreira "do Galo" destruiu a lista de pegadas que existia, quando moveu o marco geodésico para comer mais o monte (pagou uma mísera coima e toca de comer a Serra), tal como quando um morador do Zambujal morreu na sua pp casa com um projétil dum rebentamento, etc. coisas que só  sabe quem vai a estas povoações e fala com as pessoas que vivem um vida inteira atormentadas com os rebentamentos e a destruição diária a que assistem da sua Terra, da sua Serra, e se sentem impotentes, oprimidos e subjugados a uma força, uma gente corrupta e sem valores, onde impera a ganância... mas os caminheiros, os escaladores, os espeleólogos, os amantes desta Serra, esses sim têm de pagar e ter autorizações (quando são dadas), para desfrutar da Serra...não está tudo errado?!?...
 

Sem comentários:

Enviar um comentário